O material médico, como por exemplo campos cirúrgicos, batas e outro vestuário de proteção deve ser selecionado com base na segurança e eficiência do hospital. Devido à grande quantidade de infeções associadas a cuidados de saúde (IACS), é importante garantir que todos os equipamentos médicos e respetivo pessoal estão totalmente protegidos contra a transmissão de patogénicos. Isto é especialmente importante no bloco operatório, pois costuma ser uma área onde o controle das infeções é um desafio devido ao fluxo contínuo de doentes e de pessoal que realiza uma variedade de procedimentos.

É imperativo selecionar materiais que sejam confortáveis, mas que também ofereçam proteção contra fluidos biológicos para a equipa cirúrgica e respetivos equipamentos. Isto merece a pergunta óbvia: Quais são alguns dos benefícios dos produtos de utilização única versus produtos reutilizáveis no bloco operatório? 

Tecidos de utilização única versus reutilizáveis

A escolha de tecidos médicos é um assunto importante no sector da saúde em termos de custos e benefícios, especialmente quando está em causa a vida do doente e do cirurgião.¹

Proteção de barreira

Um dos critérios mais importantes para tecidos usados no bloco de operações é a proteção de barreira, sem isso, não haveria razão para usar uma bata ou colocar campos cirúrgicos no doente. Os tecidos podem ser reutilizáveis ou descartáveis, os artigos descartáveis são de utilização única e não-tecido, ao passo que os artigos reutilizáveis são de uso múltiplo e em tecido.² Um estudo europeu concluiu que a resistência à penetração microbiana de têxteis cirúrgicos em não-tecido de utilização única é superior à dos tecidos reutilizáveis, destacando que os produtos reutilizáveis revelaram uma resistência aos líquidos inferior ao necessário em áreas cruciais.² As batas descartáveis não só ajudam a proteger o pessoal, como também podem reduzir a transmissão de agentes patogénicos e bactérias a partir de tecidos reutilizáveis para o doente. Uma cobertura de mesa ou bata mal lavadas ainda podem conter microrganismos do procedimento anterior, podendo ser transferidos para o novo doente como uma possível infeção. Os tecidos descartáveis de utilização única são fabricados em ambiente esterilizado e embalados em sacos de PE, fazendo com que seja virtualmente impossível uma pré-disposição a qualquer patogénico antes da operação. 

Desempenho

O algodão reutilizável ou as batas sintéticas podem reduzir os resíduos clínicos, porém começam a deteriorar-se ao longo da sua vida útil. No momento da compra, o tecido apresenta os mais altos níveis de resistência, mas através do uso repetido e das lavagens pode desgastar-se. Em qualquer momento da vida da bata ou dos campos cirúrgicos, estes vão ter um nível diferente de proteção de barreira e, embora cumpram as normas aquando da compra, poderão deixar de o fazer após três ou quatro meses de uso. Por outro lado, os campos cirúrgicos e batas descartáveis de utilização única têm uma proteção de barreira consistente e são sempre utilizados com o mais alto nível de qualidade. A utilização de materiais fiáveis no bloco operatório ajuda a manter um nível ótimo de segurança.

Limpeza

Ao decidir entre batas, campos cirúrgicos e proteções de mesa descartáveis de utilização única versus os reutilizáveis, a segurança não é desprezível. A proteção e o desempenho do tecido já foram discutidos no que diz respeito ao pessoal de saúde e ao doente, no entanto, os profissionais de controlo de infeções têm de estar cientes de que o tratamento da roupa de uma unidade de saúde representa riscos para outra população de trabalhadores do hospital. Os trabalhadores da lavandaria são responsáveis pelo processamento de centenas de milhares de quilos de roupa reutilizável contaminada por ano e podem estar em risco de lesão, se não forem tomadas precauções.³ As coberturas de mesa do bloco operatório podem conter fluidos corporais e outras bactérias prejudiciais que, potencialmente, podem representar um risco de transmissão para os funcionários, se não forem processadas corretamente. Com o uso de roupa descartável de utilização única, já não é preciso lavar ou processar as peças contaminadas, portanto, deixa de existir um risco para o pessoal da lavandaria. Este é apenas mais um benefício do uso de batas e campos cirúrgicos de utilização única no BO.

Cotão e outras partículas suspensas no ar

O cotão e outras partículas suspensas no ar são motivo de crescente preocupação dentro do BO. Para maximizar a cicatrização de um doente alvo de um procedimento com uma ferida aberta, é imperativo limitar a quantidade de partículas estranhas a que o mesmo possa ser exposto. As batas e campos cirúrgicos reutilizáveis produzem cotão, isto é, pequenas fibras que se desprendem da superfície do tecido durante o processamento. Estes pequenos resíduos podem entrar em feridas cirúrgicas, contaminando-as e causar potenciais complicações. Não obstante ser praticamente impossível eliminar a 100% o cotão e restantes partículas suspensas no ar, é possível reduzi-las significativamente. Um estudo feito em 2013 demonstrou que os tecidos de utilização única feitos de polipropileno usados durante as cirurgias tinham consideravelmente menos unidades formadoras de colónias do que os tecidos feitos de material misto de algodão e poliéster.

Impacto ambiental

É uma crença comum que os tecidos descartáveis de utilização única são mais prejudiciais para o ambiente do que os tecidos reutilizáveis, porém estamos em condições de afirmar que não é bem assim. As roupas reutilizáveis consomem aproximadamente 4,5 vezes mais recursos do que as descartáveis de utilização única, principalmente por causa da água necessária para as lavar.5 Os produtos químicos usados durante o processo de tratamento da roupa podem ser prejudiciais para a flora quando vertidos nos esgotos. Em termos de produção dos tecidos, um estudo revelou que têm um impacto semelhante no meio ambiente. A colheita de algodão para o fabrico de peças de vestuário reutilizável, geralmente, obriga ao uso de pesticidas e os materiais principais das peças de vestuário de utilização única são artificiais e produzidos a partir do petróleo, o que contribui para a redução dos recursos naturais. A eliminação de produtos de utilização única constitui uma fonte de preocupação sobre o aumento dos resíduos hospitalares, mas de acordo com as últimas investigações, existem muitas oportunidades para estratégias a longo prazo e iniciativas ecológicas com tecidos descartáveis. Uma delas é o uso de resíduos de vestuário peletizados como substituto do carvão em centrais elétricas e outras aplicações de combustão.5

Porquê escolher o QuickSuite?

O QuickSuite® é um kit que contém uma variedade de componentes descartáveis utilizados para configurar e limpar, de forma fácil e eficaz, a mesa de operações antes e após a cirurgia. O kit inclui a cobertura de mesa de operações Sahara, bem como coberturas para os apoios de braço, cabeça e elevação. Estão disponíveis diferentes composições de kit para satisfazer todas as necessidades processuais e é possível encomendar componentes à parte. Os Kits de Mesa de Operações QuickSuite® têm tudo o que é necessário para configurar rapidamente a mesa de operações para uma intervenção.

Promover a segurança do doente e dos profissionais de saúde

  • A camada absorvente do lençol protege o doente durante a cirurgia, reduzindo a humidade e ajudando a evitar a degradação da pele.
  • O design descartável reduz o risco de contaminação cruzada.
  • As bordas seladas dos componentes evitam o desprendimento de cotão.
  • A cobertura de elevação permite uma transferência fácil e segura do doente.

Melhorar a eficiência do bloco operatório

  • A camada impermeável da cobertura Sahara protege a mesa de operações contra a fixação de bactérias.
  • O tempo de preparação do BO é reduzido graças a uma limpeza do bloco mais rápida e menos intensa entre os procedimentos cirúrgicos.

Reduzir custos

  • Não são necessários custos de lavandaria graças ao design descartável.

Veja o nosso vídeo sobre o QuickSuite

Clique aqui para ver o nosso portfólio de kits de mesa de operações


Referências
¹ American Journal of Infection Control, Application of cost/benefit analysis for surgical gown and drape selection: A case study, available at: http://www.ajicjournal.org
² https://textlnfo.files.wordpress.com/2013/03/reusable-vs-disposable.pdf 

³ Infection Control Today, Lessons in Linen - Following Aseptic Technique in the Laundry Department, available at: http://www.infectioncontroltoday.com
4 National Center for Biotechnology Information, Single-use surgical clothing system for reduction of airborne bacteria in the operating room., available at: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23694760
5 The Mcilvaine Company, A White Paper on Performance, Cost Per Use, and Environmental Impact of Single-Use and Reusable Surgical Gowns & Drapes, available at: http://www.mcilvainecompany.com

Copyright © 2016 Medline Industries, Inc. All rights reserved.